Oi, presente!

  • Hellen Dalla
  • 30/06/2019

Crescer é um processo, e como tal, nos permite escolher como lidamos com a impermanência. A escolha é sua!

O nascimento é, sem dúvida, o nosso primeiro e mais decisivo ato de coragem e êxito. Para que ele aconteça impomos a nossa vontade e enfrentamos o nosso primeiro desafio, deixando o conforto do templo que nos gerou e acolheu. 


Nascer implica romper barreiras, em um trabalho instintivo em favor da vida. Pulamos de cabeça, quase sempre, e a força desta primeira experiência nos impulsiona em direção ao sucesso e ao futuro. 


Seguimos para o segundo movimento, agora o sucesso significa nutrição e segurança. Por este sucesso também batalhamos. Tomamos a vida sugando o alimento. Nada é passivo.


A passividade é uma forma de resistência e de negação das experiências de sucesso anteriores.

Algumas pessoas agem assim para justificar o medo que tem de levar a vida a sério e de fracassar. Preferem sofrer e, assim, fazer com que outros sofram.


Geralmente, a maior parte do sofrimento gerado por uma atitude mental fraca e negativa é manipuladora e exige algo dos outros.

A posição de vítima, queixoso, magoado e perdedor normalmente tem muito mais a ver com uma frustração enorme. 


Pense sobre isso e avalie se a raiva que você sente não tem muito mais a ver com o seu fracasso do que com os culpados que você arrumou para justificar-se.


Se você está ocupado com as suas conquistas pessoais e a materialização dos seus objetivos, a sua mente amplificará as suas potencialidades e você será capaz de enxergar oportunidades boas em todos os lugares. Você se sentirá cada vez mais grato. 


As suas realizações e a manifestação dos seus sonhos dependem de uma atitude mental de sucesso. Isso é sobre sonhar acordado!


A consequência de nos colocarmos como protagonistas, é o comprometimento com a vida que recebemos, fazendo algo de bom com os nossos dons e talentos.

Crescer é um processo, e como tal, nos permite escolher como lidamos com a impermanência. A escolha é sua! 


O entendimento de que o que vivemos foi exatamente o que precisávamos para construir a vida que temos nos colocamos em paz conosco e com a nossa história.


Lembre-se de que todas as suas células são conscientes de que você é um sucesso porque elas guardam todas as informações das experiências anteriores.


As experiências de sucesso o impulsionam e o fazem seguir adiante; os fracassos o lembram que “o que não te mata te faz mais forte”, logo… aquele que está vivo grita “OI”!